Viagem ao Senegal (Dia 3)

O lago rosa, ao acordar, tinha esta belíssima cor:
F (118)
Foi tempo de colocar malas às costas e deixar as nossas cabanas:
DSC07733
Alugámos um jipe para fazer o reconhecimento e fizemos a volta a todo o lago. Havia dezenas de pessoas a trabalhar por conta própria. O lago, nos locais mais profundos, tem cerca de um metro e meio de água, e a mesma profundidade de sal no seu fundo. Os trabalhadores untam-se em óleo por causa da salinidade e escavam com as próprias mãos ou pás. O sal vem numa espécie de pasta de barro cinzento escuro e só com o sol é que fica com o aspecto que conhecemos:
IMG_2474
Depois de subir e descer dunas, deparámo-nos com uma aldeia criada por ex-nómadas que alí se foram deixando:
DSC07667
Vi o meu primeiro oásis. Aproveitam-no para semear batata doce:
DSC07676
E finalmente chegámos ao local que mais interesse me despertava, o local da última etapa da mítica prova Paris-Dakar. Percorrer a alta velocidade o mesmo percurso que grandes campeões fizeram foi, para mim, indescritível:
F (125)
O nosso jipe, apesar do aspecto, andava bastante bem:
DSC07694
Deparámo-nos com vários pescadores e resolvemos dar uma ajuda:
DSC07706
Ao fim da manhã o plano era então alugar um carro e fazer 300km para norte:
DSC07734
O carro era um renault 21, que não passaria na inspecção por dezenas de factores, mas lá fomos os 6 na viagem:
IMG_2563
O carro era de 5 por isso fomos multados algumas vezes. Sabíamos que não era bem esse o problema, era mais por sermos turistas visto que havia carros com dezenas de pessoas dentro e no tejadilho. Da 5ª vez passaram finalmente recibo que autorizava andar deste modo durante 24h:
DSC07747
Foi já com a lua cheia no ar que se fez a chegada a St.Louis, outrora a capital do Senegal. Jantámos, fomos a um bar e ainda percorremos várias ruas, mas deixámos a visita para o dia seguinte:
DSC07751

9 comentários:

Cláudia L. disse...

Gosto tanto das cores das tuas fotos...

Patrícia Mendonça disse...

fotos maravilhosas!

Green disse...

A cada fotografia parece mais e mais perfeito.

Benedita disse...

As tuas fotos são fantásticas! Captas a essência do que vez... LINDAS!

Valter Cláudio disse...

Adoro acompanhar este teu relato dessa viagem que considero ser fantástica.
Vou continuar a seguir!!!
E já agora, deixo o meu elogio quanto às fotos, que são muito boas mesmo!!!

Abraço

Sara Levy disse...

Perfeito! Só me ocorre uma palavra quando vejo estas fotos: freedom!

Bid disse...

Cláudia: Algumas têm a cor original mas outras coloco-lhe um filtro para ficar tipo máquinas Agfa ou outra, pois para mim as recordações vão sempre ter às fotografias em papel com cores assim.

Patrícia: Obrigado =)

Green: Por acaso foi sempre a melhorar =) (menos a parte em que adoecemos lá mais para a frente)

Benedita: Isso é bom, pois tendo uma máquina fraquinha esse é o melhor elogio que se poderia ter =)

Valter: Porreiro! Com estes feedbacks vou com certeza continuar aqui a colocá-la. Obrigado e um abraço =)

Sara: Totalmente! Liberdade de escolha, de espírito, de tudo! =) (Mandei-te um mail com o desenho o outro dia, não sei se chegaste a ver)

Mary Jane disse...

Da próxima vez que estiver calor e tu tiveres por aqui fotos deste calibre e com um potencial atractivo medonho capaz de nos fazer pensar que infelizes somos por estar onde estamos quando há sítios assim por aí, por favor avisa-me antes que eu ausento-me e venho noutro dia! ;) É sempre um sonho passar por cá!

Sílvia Maria disse...

A foto da praia é a que mais transporta a minha mente. É a imagem que eu tinha do Senegal.