Estado de espírito (3)

Pareceu-me uma aparição de ti, mas era já tão tarde e hoje ninguém há-de agitar a minha solidão. Para dar corda ao brinquedo agora ainda era cedo.
A verdade é que ontem nem te menti e tu nem precisaste de saber quem amaste. Não me fugiste nem eu te fugi, foi amor de um momento, mútuo consentimento. Mútuo consentimento.
Pareceu-me uma desaparição de ti.
Sérgio Godinho - Mútuo consentimento

4 comentários:

Mary Jane disse...

Finalmente, faço a divulgação prometida ao teu espacinho. Ainda não te tinha dito, mas o candeeiro ficou fabuloso :) Parabéns! Em relação ao Sérgio Godinho, ainda tenho de aprender a gostar!

c disse...

gostei de ler este bocadinho :) e tenho te a dizer adorei o candeeiro não parece nada com o resultado inicial e acho que vai ser um bom investimento porque os tenho visto em muitas decorações agora para o modernas-vintage, ou lá o que seja :)

Sílvia Maria disse...

Muito bonito. Há sentimentos bonitos e em palavras ditas por grandes senhores, ainda melhor.

Bid disse...

Mary: Obrigado pela divulgação! Espero que surta resultados =) E obrigado também pelo elogio!
Qaunto ao Sérgio Godinho, é preciso mesmo aprender a gostar! Acho que é como jorge palma. É preciso parar e escutar um album 3 a 4 vezes seguidas. Depois é um prazer para os ouvidos e preenche-nos por dentro!!

C: É uma boa letra que pode ter vários significados. Cada um o seu! E obrigado. Eles estavam realmente em mau estado e o resultado até é bastante agradável! =) Espero que apareçam mais interessados =)

Sílvia: Nem chega a um minuto de palavras que parecem dispersas. Cada um poderá lhe dar o seu rumo, e o meu é bom ;)